Dica

#9 [vídeo] Workaway: nossa forma de voluntariar.

Olá pessoal! Neste artigo, responderemos a pergunta que mais nos fazem: “O que é o Workaway?”

Então, o Workaway (https://www.workaway.info/) é um site onde você pode procurar por hosts (anfitriões) que estejam em busca de algum tipo de ajuda, como cuidar de animais, tomar conta da casa, ajudar no jardim, pintar as paredes do quarto, ajudar a cuidar das crianças, ser recepcionista em hostel, enfim, todo tipo de tarefa que uma casa, fazenda ou negócio costuma necessitar. Existem outros sites como https://www.worldpackers.com/ (muito similar ao workaway), o https://www.trustedhousesitters.com/ (focado exclusivamente em cuidar da casa enquanto os donos estão fora), o https://wwoof.net/ (para quem quer trabalhar em fazendas orgânicas), o https://www.helpx.net/ (também parecido com o workaway). Até o momento, nós testamos apenas o workaway e estamos bastante satisfeitos.

O site do workaway é pago e você pode se inscrever com uma conta de host (quem oferece trabalho/anfitriões) ou como workawayers (quem procura trabalho). Como workawayer, você ainda pode se inscrever em conta individual (36,00 EUR por ano) ou conta casal (48,00 EUR por ano).

Quando você cria uma conta no workaway, você irá colocar o seu destino, quais são suas habilidades, quais idiomas você fala, se tem alguma dieta específica, como ser vegetariano, vegano ou intolerante a algum alimento, se tem carteira de motorista, quais são seus interesses, colocar fotos suas, enfim é um grande questionário e que, se vale um conselho, é bom que seja preenchido o mais completo e sincero possível.

No site também existe uma ferramenta que se chama de feedback onde tanto host, como os workawayers dão sua avaliação sobre a experiencia que passaram. Na nossa opinião, é a ferramenta mais importante do site, pois nos dá uma noção do que podemos encontrar pela frente.

Depois de criar a conta (no nosso caso, conta de casal), você começa a procurar por host do país para onde vai ir. É importante ler com muita atenção todo o perfil do host e procurar as informações que dizem respeito a acomodação, alimentação, disponibilidade e localização. Depois de analisar os perfis e achar os que mais se identificam com você, é hora de mandar e-mail para os anfitriões demonstrando interesse na oferta deles.

As ofertas são bem variadas, inclusive quanto as horas de trabalho, mas geralmente você irá trabalhar de 4 a 5 horas diárias, durante 5 dias da semana e terá dois dias de folga. Desta forma, o viajante consegue ajudar quem precisa, tem a oportunidade de viver a realidade do local onde está e tem tempo para explorar os arredores.

Em troca do trabalho que você vai realizar, geralmente você recebe alimentação, hospedagem, intercâmbio cultural e alguns lugares oferecem dinheiro também.

A lógica é simples: o anfitrião publica o que precisa, o interessado faz contato e, se houver sintonia, a parceria acontece. E você terá oportunidade de conhecer novos lugares, novas culturas e – o mais importante de tudo na nossa opinião – conhecer mais pessoas que, se você tiver tanta sorte como nós, se tornarão grandes amigos para o resto da sua vida!

Que tal? Gostaram dessa possibilidade de vida nômade?

Como vocês já sabem, qualquer dúvida, não hesitem em nos contatar. Teremos o maior prazer em ajudar vocês.

Beijos a todos e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *